Ginecomastia pode ser resolvida com Cirurgia Plástica

Com tudo em cima (depois dos 50 anos)
26 de setembro de 2016
PLÁSTICA DO ABDOME REDUZ FLACIDEZ E REMODELA
11 de maio de 2017

Ginecomastia pode ser resolvida com Cirurgia Plástica

Mais conhecida como cirurgia de redução de mamas masculina, a cirurgia de ginecomastia vem se tornando mais popular entre a comunidade masculina. Esse procedimento tem sido de grande auxílio para pessoas de todas as idades que sofrem com esse problema.
Normalmente essa cirurgia é feita após grande perda de peso. Por isso requer incisões mais longas e um contorno maior devido à grande quantidade de pele, tecido e gordura da região. O objetivo é esculpir um peito masculino natural, onde cicatrizes sejam posicionadas discretamente.

A técnica mais utilizada é a incisão em forma de U na borda inferior da aréola onde a cicatriz acaba se misturando melhor com a pele. Já os casos mais extremos, em que geralmente a pele é mais rígida, o procedimento mais indicado é a técnica de ancora, que acaba deixando uma cicatriz mais visível, mas ainda sim com contornos ideais.
Depois do procedimento é necessário cuidado com as cicatrizes para que não desenvolvam hipertrofia ou quelóides. O fechamento adequado da ferida, com técnicas de sutura profunda para minimiza tensões na pele, é uma maneira de promover a boa cicatrização e deixá-las menos evidentes.
Para mais informações sobre essa técnica procure um médico da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, médico especializado nesse tipo de procedimento. Com a ajuda de um profissional é fácil descobrir a técnica mais aconselhável para cada tipo de corpo.

Fonte: Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica

Utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nosso site, personalizar publicidade e recomendar conteúdos. Ao continuar navegando, você declara que está de acordo.
Política de Privacidade